Ajude-nos: Avise-nos caso o anúncio não condiga com este site!
 
: Cadastre-se : Navegue aqui:
Especiais
Apocalipse (2)
Bíblia (1)
Comentários (3)
Deus & Jesus (6)
Diversos (20)
Evangelismo (8)
Família (6)
Finanças (1)
Igreja (9)
Jovens e Adolecentes (1)
Musica e Louvor (24)
Oração (1)
Palavra da Fé (14)
Pecado (3)
Polemico (8)
Reflexões (32)
Teologia (14)
Testemunhos (2)
Vida Cristã (29)
Anderson Alcides (4)
Cristiane T. Menezes (5)
Damião B. de Alencar (4)
Daniel Tavares (2)
Diversos (14)
Douglas Araujo Falcão (2)
Eduardo M. Andrade (1)
Elias Pinheiro (8)
Geiza Moura de Lima (3)
João Guilherme (1)
Juvenal F. S. Filho (7)
Marcio Barreto (3)
Mauro C. Graner (27)
Paulo Christiaanse (2)
Pr. Célio Alves da Silva (2)
Pr. Ivaldo Costa (6)
Pr. Luciano P. Subirá (2)
Pr. Luis Carlos (3)
Pr. Otoniel F. Menezes (14)
Pr. Paulo R. Barbosa (30)
Pr. Paulo S. Barreto (3)
Pr. Raul de Sousa (13)
Pr. Valdir F. Menezes (7)
Pra. Janethi T. Menezes (4)
Rafael Gomes Portela (6)
Robson A. C. Olate (4)
Rodolfo N. da Silva (1)
Sheder Chagas (6)
 
Os artigos contidos neste site são de responsábilidade exclusiva de seus autores ou colunistas que os introduziram no site. Eles também podem não representar inteira ou em partes a opinião deste veículo de comunicação.
Artigo / Igreja / Pr. Paulo S. Barreto
Volta, volta Sulamita...
Volta, volta Sulamita... (Cantares de Salomão 6:13) – Uma declaração de amor de Cristo para a Igreja

Volta, volta, ó Sulamita; volta, volta, para que nós te vejamos. Por que quereis olhar para a Sulamita como para as fileiras de dois exércitos?

O que lemos em Cantares de Salomão é uma mesclagem de linguagens passíveis de duas interpretações distintas, mas absolutamente corretas, mesmo em suas diferenças. A primeira forma de linguagem do livro de Cantares é poética oriental, que descreve o amor de Salomão para com sua esposa Sulamita – a Segunda linguagem é alegórica, em que o livro representa em seu sentido figurado, a igreja envolvida apaixonadamente com Cristo, a Sulamita é uma figura da igreja e o amado é uma figura de Cristo.

Além de Cantares, a bíblia apresenta outros dois livros com linguagem feminina:
Rute: que representa e igreja envolvida no amor do Senhor!
Ester: que representa a igreja reinando com Cristo!

Um noivo abandonado

Nesta passagem de Cantares 6:13, Salomão, o amado, faz um contraste comportamental da Sulamita, ora ela está distanciada dele, ora ela esta próxima dele... profeticamente a bíblia mostra neste texto, o comportamento da igreja nos nossos dias.

O que me leva a escrever este artigo, é que atualmente há uma crescente sindrome de frieza espiritual na igreja. Muitas pessoas que professam sua fé no Senhor Jesus, estão despertando rieza em seus corações, mudando a maneira como tratam as outras pessoas e conduzem sua vida espiritual. Acredito que a base para um coração frio é a rejeição da sã doutrina bíblica. Quando isso acontece, com o passar do tempo, o pecado e a contemporização entram na vida da pessoa. O resultado final é que o coração dela torna-se muito frio.

Este artigo explorará a questão sobre o aumento da frieza no coração das pessoas dentro da igreja nestes últimos dias: Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome. Nesse tempo, muitos serão escandalizados, e trair-se-ão uns aos outros, e uns aos outros se odiarão. E surgirão muitos falsos profetas, e enganarão a muitos. E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos esfriará. (Mateus 24:9-12). O verso 12 diz que a iniqüidade crescerá no mundo. Isso significa que o pecado estará em toda a parte e será socialmente aceito. A sociedade e as pessoas em geral amarão mais as trevas do que a luz. Como conseqüência, os corações ficarão duros e o amor esfriará. Isso pode ser observado no mundo e também na igreja. Em breve a igreja (o corpo dos cristãos genuínos) será arrebatada para estar com o Senhor nos céus. Após o arrebatamento, muitas igrejas não perderão uma parte significativa de seus membros. Com a remoção do Espírito Santo, o Diabo estará livre para trazer o Anticristo ao poder. Durante o reinado do Anticristo toda a sã doutrina será rejeitada e a enganação prevalecerá. Muitos acreditarão nas enganações e, portanto, serão condenados para sempre. No entanto, durante esse tempo, Deus também salvará muitas pessoas; pois elas precisarão escolher se aceitam ou se rejeitam a salvação que é encontrada somente no Senhor Jesus.

Fileira do batalhão da frieza – o amor não correspondido

A passagem de Mateus 24 representa perfeitamente A SULAMITA DISTANCIADA DO SEU AMADO.
Existe uma só Sulamita, que no contexto espiritual de Cantares re´presenta a igreja, uma só igreja, mas com dois comportamentos... duas fileiras de dois exércitos de um só povo. Atualmente, encontramos uma igreja apenas, mas com dois comportamentos, é a isso que se refere “fileiras de dois exércitos” Cantares (6:13)

Uma fileira trata-se da:
Igreja distanciada – aquela que outrora tinha, era vestida hoje esta despida...
É uma igreja que usa o verbo no tempo passado: eu tinha, eu era, eu podia, eu cantava...
Hoje, esta igreja já não é mais possuidora, não é envolvida pelo poder de Deus, não louva com coração...
Tornou-se uma igreja parada, inerte, que não trabalha, ninguém faz nada...
Uma igreja sem visão, não vê nada, não vê a glória de Deus...
Esta igreja é um retrato fiel de uma igreja morta...
Trata-se de uma igreja posicionada na fileira de um exército, com atitude covarde e apóstata
Quando o vrs. 13 de Cantares 6 diz: Volta, volta.... isso significa um apelo do amado Jesus pedindo encarecidamente que sua amada, a sua noiva, a igreja, reate seu laço de amor e compromisso com Deus.

Fileira do batalhão do avivamento – a noiva que volta para os braços do seu amado

Mas há uma outra fileira de um outro exército: A igreja que se Relaciona com Deus!
Embora em muitas circunstancias, a igreja pereça e enfraqueça, perdendo o primeiro amor, seu encanto por Cristo, Ele jamais deixou e tão pouco deixará de amar sua noiva!
Esta realidade mostra a Sulamita próxima do seu amado, ou seja, uma igreja que esta vestida e revestida da glória e do poder de Deus.

É uma igreja que tem visão, é uma igreja que não para, É UMA IGREJA QUE TEM VIDA!!!!
Ele vos vivificou, estando vós mortos nos vossos delitos e pecados, ( Efésios 2:1) o homem morre para Deus quando esta em pecado. Quando a apóstolo Paulo escreveu à igreja de Éfeso, ela estava morta pelas dissenções, ofensas e pecados, tal igreja assumiu o papel de uma noiva que rompeu os compromissos do matrimonio com o Senhor Jesus.

Hoje em pleno século XXI. Encontramos muitas Sulamitas chorando distanciadas do amado Jesus. Igrejas mortas espiritualmente.
Declarou-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que morra, viverá; (Jo. 11:25) mas quando o pecador se arrepende e passa pela morte no batismo ele morre para o mundo e ressuscita espiritualmente!!!
Jesus é misericordioso, Ele perdoa! E é capaz de nos purificar e reatar os laços de amor – e diga-se de passagem Ele nunca desatou seu compromisso de amor para conosco, somos nós que rompemos com ele.

Se ressuscitamos com Cristo, não podemos parecer como mortos:

Morto não fala, Morto é gelado, Morto é mudo, Morto não realiza obras...
QUANDO RESSUCITAMOS COM CRISTO, OBRILHO DELE É CADA DIA MAIS INTENSO EM NOSSAS VIDAS!
Mas a vereda dos justos é como a luz da aurora que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito. (Provérbios 4:18)
Jesus brilha hoje, brilha mais amanhã e muito mais depois de amanhã, e este brilho só para de intensificar-se quando estivermos com ele na glória! Isso incomoda o diabo! E alegra o coração de Deus!
A morte espiritual é causada por pecados e ofensas, e o sangue de Jesus é o remédio para salvar-nos da morte... tal salvação é a ressurreição espiritual.

4 Fomos, pois, sepultados com ele pelo batismo na morte, para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida.
5 Porque, se temos sido unidos a ele na semelhança da sua morte, certamente também o seremos na semelhança da sua ressurreição;
6 sabendo isto, que o nosso homem velho foi crucificado com ele, para que o corpo do pecado fosse desfeito, a fim de não servirmos mais ao pecado.
7 Pois quem está morto está justificado do pecado.
8 Ora, se já morremos com Cristo, cremos que também com ele viveremos, (Romanos 6:4 ao 8).

A igreja que se relaciona com Deus não é uma igreja morta, ela glorifica, canta, ora, prega e não fica calada, ela tem visão espiritual não é cega, ela tem calor espiritual e não é gelada...!
Salomão chora pela Sulamita assim como Cristo chorou pela Igreja no getsêmani.

Identificando o exército de vida e amor

Quer identificar uma igreja viva e que tem compromisso com Deus? – é fácil - ao chegarmos na porta, respiramos o Espirito Santo!, sentimos o aroma da Rosa de Sarom! Há uma satisfação inigualável, e o Espírito nos testifica que estamos em lugar santo - Alegrei-me quando me disseram: Vamos à casa do Senhor. Os nossos pés estão parados dentro das tuas portas, ó Jerusalém! (Salmo 122:1e2).
O dever de todo sevo do Senhor é de estar na a fileira de um exército de fogo e de vida! Amando-o assim como Ele nos ama!
Deus não quer que procuremos a denominação perfeita, onde há muito barulho, Deus quer que cada servo abra os ouvidos e atenda o seu apelo: “Volta, volta...” ( Cant. 6:13). O Senhor procura uma igreja com espírito de amor e adoração.
É assim que o Senhor vivifica a igreja, onde estiver um servo de Deus glorificando e adorando, alí estará uma tocha do Espírito Santo! Neste lugar haverá sem dúvida um relacionamento de amor espiritual.
Ainda há quem critique uma igreja que se relaciona com Deus, e infelizmente encontramos pessoas assim, até mesmo dentro de nossas igrejas, pessoas são as Sulamitas que abandonaram a promessa do casamento, e ainda dizem: esses pregadores, esse povo pentecostal, grita tanto, corre para cá, corre para lá, gesticula tanto, glorifica tanto, sapateia. Não sei se pra Ter vida em Jesus precisa tudo isso! Mal sabem estas pessoas que somos assim, porque estamos nos preparando para as bodas do cordeiro, somos o único povo que festeja antes do casamento - Antes de mandar a igreja para o mundo, Cristo mandou o Espírito para a igreja

"Cristo amou a igreja e entregou a si mesmo por ela" (Efésios 5:25).
No relacionamento com Deus o propósito da igreja é adorá-lo. Paulo exorta aos Colossences que louvem a Deus "com salmos, e hinos, e cânticos espirituais com gratidão no coração" (Cl 3:16). Deus nos destinou e nos escolheu em Cristo "para sermos para o louvor de sua glória (Efésios 1:12)". A adoração na igreja não é simplesmente uma preparação para algo mais. Ela está em si mesma cumprindo o principal propósito da igreja com referência ao Senhor.
Existem pessoas morrendo espiritualmente por pequenas coisas (costumes, doutrinas, divisões) enquadrando-se na fileira do exécito morto e sem amor.
A graça de Deus não nos conduz a um ativísmo, mas a agir segundo a vontade de Deus. Se somos corpo de Cristo devemos nos posicionar como corpo, isto é, aquela parte que executa a tarefa. O corpo não vive independente da cabeça, desta forma não podemos viver e nos mover sem Cristo. “Volta, volta...” (Cant. 6:13)
Jesus não poderia ser gracioso para conosco se ficasse no seu trono e não viesse a morrer em nosso favor, desta forma não podemos viver numa graça barata onde o marasmo e a inércia tomam conta.
Estamos vivendo na era da comunicação e do conhecimento, a era da ciência, da inteligência, e infelizmente muitos membros de igrejas, principalmente os mais antigos e também os líderes estão morrendo por falta de sabedoria divina. Chegam ao cúmulo de deixar de lado Evangelho para discutirem suas idéias e estratégias, parecendo até que querem ajudar a Deus.
ORAÇÃO: “SENHOR DEUS, ABRA OS OUVIDOS E A MENTE DO SEU POVO NESTES ÚLTIMOS DIAS, PARA QUE HAJA UMA RECONCILIAÇÃO DE AMOR, EM NOME DE JESUS!”

CONCLUSÃO:

Chegamos ao final desta mensagem e faço um apelo: para que não tenhamos medo do diabo, Jesus o venceu, sofrendo por nós, Ele declarou-se amorosamente por nós na cruz do calvário, suas últimas palavras foram: “Pai perdoa-lhes...” (Lucas 23:34)

Somos a noiva de Cristo, façamos uma declaração de amor a Ele:

Eu sou do meu amado, e o meu amado é meu; ele apascenta o rebanho entre os lírios. (Cantares 6:3)

Jesus nos responderá:

Formosa és, amada minha, como Tirza (beleza), aprazível como Jerusalém, imponente como um exército com bandeiras. (Cantares 6:4).

Vamos ligar o cordão umbilical – Cantares 7:2 – “O teu umbigo como uma taça redonda, a que não falta bebida”
A criança recém nascida para Ter vida própria é cortado seu cordão umbilical...
O cristão recém nascido para Ter vida própria é ligado o cordão umbilical...nossa vida é ligada na fonte que é Jesus.

Pastor Paulo Sérgio Barreto
Igreja : Comunidade evangélica Casa de Davi
Foz do Iguaçu – Pr.

SEMINARIOS E CAMPANHAS – CONTATO:
e-mail: labaredasdefogo2000@yahoo.com.br.
Fone (0xx45) 572-1629

 

Fonte: Pr. Paulo S. Barreto
Criada: 18/03/2003

Adicionar em seus favoritos Recomende esta página para um amigo Imprimir este artigo
Outros Estudos do Autor:
06/07/2003 - Teologia - Hamartiologia (doutrina do pecado)
06/07/2003 - Vida Cristã - Frutificação
18/03/2003 - Igreja - Volta, volta Sulamita...

Veja aqui todos os artigos do autor
Comentário Enviados
 
Deixe seu comentário Enviar para um amigo
Atenção: Todas as mensagens envidas são de inteira responsabilidade daqueles que as enviam. As mensagem serão publicadas em ambiente aberto sem moderação prévia, caso tenha algum problema entrar em contato com os administradores do site. Não deixe de ler o termo de uso do site.

Nome:

E-Mail:

Imagem de Segurança:

Digite o Código da Imagem de Segurança:

Comentário:


Remetente
Seu Nome:
Seu E-Mail:
Destinatário
E-Mail:
Mensagem:
 
Publicidade
ContatoDivulgueNo que cremosPublicidadeQuem somosTermos de uso
Network Gospel Brasil
Contatos: contato@netgospel.com.br | Parcerias: parcerias@netgospel.com.br
NGB © Copyright - Todos os direitos são reservados